FENAVEGA - PetroChina desponta como candidata a refinarias da Petrobras
Faça da FENAVEGA sua página inicial
.



PetroChina desponta como candidata a refinarias da Petrobras


A CNPC, por meio de sua subsidiária PetroChina, desponta como uma das principais candidatas a entrar no mercado brasileiro de refino. Em meio ao lançamento do modelo de vendas das refinarias da Petrobras, a chinesa comprou recentemente ativos de distribuição e logística no Brasil, ao mesmo tempo em que mantém com a estatal brasileira conversas sobre um possível investimento na conclusão do Comperj, no Rio de Janeiro.

Em março, a companhia deu um primeiro passo na direção de se estabelecer no setor de abastecimento no Brasil, ao anunciar um acordo para compra de 30% da TT Work, empresa brasileira que reúne uma distribuidora (Petronac, antiga Total), uma importadora de derivados (AtlantImport) e terminais (Tecomb).

O negócio revela a intenção da companhia de construir uma estrutura de integração vertical no mercado brasileiro, já que a chinesa já produz petróleo no país.

Segundo dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP), a CNPC, sócia da Petrobras no campo de Mero (área noroeste de Libra), no pré-sal da Bacia de Santos, com 10% de participação, produz, por meio de sua subsidiária CNODC, 2,5 mil barris diários de petróleo. A empresa, também por meio da CNODC, adquiriu no ano passado mais um ativo no pré-sal: a área e Peroba, com 20%, em sociedade com a Petrobras e BP.

Com a compra da TT Work, a CNPC assume também um mercado estratégico. A antiga Total, segundo a ANP, é a quinta maior distribuidora de gasolina do país, com participação de mercado de 2,74%. No mercado de diesel, onde a empresa é a sexta maior, a participação é de 1,59%.

A TT Work está concentrada sobretudo no Nordeste, justamente um dos polos regionais de refino que a Petrobras colocou à venda. A estatal brasileira tem a intenção de vender 60% da Rlam, na Bahia, e Rnest, em Pernambuco, além da infraestrutura de dutos e terminais associados. No Sul, a Petrobras quer vender 605 das refinarias Refap (RS) e Repar (PR).

Quando anunciou a aquisição de 30% da TT Work, em março, a CNPC informou que o negócio faz parte da estratégia da empresa de melhorar os resultados da rede global de comercialização de derivados da companhia.

A CNPC destacou ainda que o Brasil é o maior consumidor de combustíveis da América Latina e desempenha um papel importante nas operações de óleo e gás da companhia na região.

Segundo o comunicado, a TT Work possui 13 tanques de óleo com uma capacidade de armazenamento de 70 mil metros cúbicos e uma rede de cerca de 2,2 mil postos.

Fonte: Valor





Deixe seu comentário:

Cadastro
PARCEIROS FENAVEGA
Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária

Endereço: SAUS Quadra: 1 Bloco J Entradas 10 e 20 Edifício CNT - Sala 508. CEP: 70714-900 - Brasília - DF - Brasil
Telefones: (61) 9 9699 0269 (61) 3224 1008 Whatsapp: (61) 9 99690269
Email: faleconosco@fenavega.com
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. PROIbída a cópia do conteúdo.